Isaac e Abel

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Third Birthday tickers

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Tudo do início

Para uns o dia de amanhã é só mais um dia de um novo calendário, para outros é o começo de uma nova época para fazer novos objectivos e alcançar novas metas.
Seja como for, é altura de começar tudo do início. A todos boa sorte neste novo ano.




segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ainda é Natal

Para mim ainda é Natal.
A árvore já não tem prendas à volta, mas continua enfeitada e com as luzes acesas.
A mesa ainda tem a decoração de Natal.
Os guardanapos da época ainda não acabaram.
Ainda há muitos doces, bolo-rei, chocolates e frutos secos.
Ainda não arrumei os presentes todos.
Por tudo isto e muito mais é que para mim ainda é Natal. Até dia 6 de Janeiro, dia de Reis, ainda posso dizer...

Boas Festas

...porque o Natal não é um dia mas uma época.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Ser mulher

Além de muitas outras coisas, ser mulher é carregar 10kg de compras em cada braço, enquanto se percorre o centro comercial de uma ponta à outra com um casaco fechado até ao pescoço e um cachecol enrolado a chegar ao nariz.

Porque é que as mulheres fazem isto? Porque conseguem.

E porque precisam.

Para mim ser mulher é ser desenrascada por isso faço o que for possível para me desenrascar.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Acessórios de Inverno II


Gosto deste acessório. Faz-me lembrar que já está na altura de usar os meus. Mas os meus são pretos.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Chá Bola da Fortuna

Tem sido o chá de eleição lá em casa. São umas bolinhas que vão desabrochando com água quente até se formar uma flor. É a flor de amaranto.

O sabor é agradável mas nada de especial.
Este chá é originário da China e preparado de forma muito rigorosa e artesanal. Tem muitas e boas propriedades, entre elas a redução do colestrol.


Há venda na zona Gourmet do Modelo e Continente por 6.74€.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Quem se portou mal?

Segundo a tradição Austríaca, esta linda personagem chama-se Krampus e é o ajudante maléfico do Pai Natal que castiga as crianças mal comportadas. É retratado com crianças endiabradas colocadas dentro do seu cesto para serem atiradas ao inferno.
Um pouco severo não?




Eu acredito que as crianças austríacas devem ser todas uns anjinhos.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Decorações de Natal

Das coisas que mais gosto é decorar a minha casa, especialmente no Natal.
Ontem foi o dia!
A árvore de Natal branca com 2m encheu-se de bolas vermelhas, douradas e azuis, este ano na companhia extra de bonecos de Pai Natal, renas e bonecos de neve.

Faço questão de todos os anos comprar alguns adereços novos para o Natal, especialmente para a árvore. Mas como ainda é o segundo Natal que passo na minha casa, a variedade ainda não é muita.
Confesso que não foi fácil escolher algo novo, não só porque a variedade é muita, mas porque dentro dessa variedade aparente a oferta torna-se limitada. Tendo em conta que tenho uma arvore de Natal branca, é obvio que não vou comprar adereços nem brancos nem prateados, por isso além das cores que usei (vermelho, dourado, azul), gostava de poder incluir o verde, mas é uma cor que é raro encontrar porque as árvores costumam ser verdes, só que hoje em dia já se encontram à venda árvores brancas, rôxas, pretas, com neve...enfim, as mais diversas cores, portanto seria de esperar que em relação aos adereços também os fizessem de várias cores, entre elas o verde!

Porquê?

Porque é que ao pesquisar no google "Árvore de natal branca" esta é uma das imagens que me aparece?
Estas pesquisas...andam demasiado generalistas.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Engolir sapos


Quando não nos dão oportunidade de nos explicarmos e a culpa tem de ser mesmo nossa independentemente de tudo, então o melhor é mesmo engolirmos uns sapos, para evitar transtornos maiores.

Porque será que se usa esta expressão? Alguém sabe? Será porque o sapo é um animal feio, viscoso e largo? e só a ideia de o engolir já é custosa?

Quem souber que diga alguma coisa.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Acessórios de Inverno


Gosto deles de todas as cores e feitios, bem quentes, macios e muito compridos.
É assim que gosto dos meus cachecóis.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Frio

O frio tem destas coisas.
As casas custam a aquecer mesmo com a lareira acesa o dia todo.
Os pés estão sempre frios.
Só temos vontade de estar em casa enrolados numa manta.
Ficamos doentes.
Parece que nunca temos roupa suficiente.

Por outro lado:
O chá e o chocolate quente sabem melhor nesta altura.
Sabe bem usar aquelas pantufas quentinhas compradas na Serra da Estrela.
O fim de semana em casa assume um significado diferente.
As malhas polares foi das melhores coisas que inventaram.
O Natal não era a mesma coisa se fosse noutra estação do ano.

O frio tem destas coisas. Umas boas outras más.


Infelizmente, a pneumonia é uma delas.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Senhora Pimentinha




Um dos desenhos animados da minha infância.
Acho que este foi dos que me ficou mais marcado.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

S. Martinho


Hoje celebra-se o dia de S. Martinho. Conta a lenda, que num dia chuvoso e de frio um cavaleiro romano encontrou um mendigo cheio de frio, fome e quase nu. Ao vê-lo assim pegou na espada e cortou a sua capa para a dar ao mendigo. Passado um bocado a chuva e frio pararam e veio um dia de sol e calor.

É também neste mês que se prova a água pé, comem castanhas e se salta a fogueira.

Este ano o "verão de S. Martinho" chegou mais cedo, e hoje o dia está triste, mas é sempre um bom dia para celebrar com umas boas castanhas assadas.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Lareiras vs Recuperadores

Gosto muito de lareiras. Acho lindo estar em casa sentada no sofá e ver a lenha a arder. E no dia seguinte entrar em casa e sentir o cheiro a lenha queimada. Sempre quis ter uma lareira e desde que me casei que alcancei esse sonho.

Mas, como se diz: "não há bela sem senão", numa lareira aberta 90% do calor é dissipado pela chaminé, e o consumo de lenha por hora é astronómico, isto se não começar a vir fumo para dentro de casa ou ter que se andar constantemente a atiçar o lume para não se apagar, e quando se limpa o pó à casa, é só fuligem.
Por estes motivos, entre outros, decidimos colocar um recuperador de calor, que aproveita 70% do calor, tem um consumo de 2kg de lenha por hora e aquece 200m3.
Vale a pena o investimento inicial, para poupar energia e rentabilizar o consumo.

Aconselho.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Halloween? Não! Pão por Deus? Sim!

Porque é que os portugueses insistem em copiar as tradições dos outros e esquecer as próprias? Eu ainda não vi os americanos a fazerem o Carnaval, só porque vêm os brasileiros sambar.
Eu sei que estas datas festivas já passaram há uns dias, mas é sempre importante lembrar a razão de se fazerem as coisas.

O Halloween é uma tradição copiada das séries e filmes americanos enquanto que o tradicional "Pão-por-Deus" vem do tempo do grande terramoto que abalou Lisboa a 1 de Novembro de 1755, em que as pessoas que ficaram sem nada foram pedir comida (pão) às aldeias vizinhas. Daí a tradição.

Todos os povos de alguma forma, por algum motivo, e em alguma data, arranjam motivos para se mascararem, alguns povos têm o Halloween, outros o Carnaval. Nós, pelos vistos, achamos que três ou quatro dias de Carnaval, em que um deles é feriado, é pouco para nos mascararmos e pregarmos partidas, por isso resolvemos adoptar mais um.

Acho mal. Acho muito mal. Eu não tenciono festejar o Halloween e hei-de incutir esse espírito nos meus descendentes (filhos e netos), eles depois que decidam o que entenderem mas hei-de lhes passar as verdadeiras tradições, típicas da cultura portuguesa.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

100% ecológico? Não dá

Hoje em dia existem centenas de sites sobre ecologia, como ser mais ecológico, como diminuir a pegada ecológica, receitas, truques e dicas para tornar as coisas ecológicas, mas a verdade é que se formos analisar as coisas bem a fundo, não dá para ser 100% ecológico.

Se trocarmos os nossos produtos de higiene e de limpeza por outros à base de produtos naturais (ervas, plantas e derivados) estamos a fazer bem ao ambiente porque não estamos a contaminar as águas, nem a nós próprios com os componentes químicos desses produtos.

Mas se pensarmos bem, se metade da população de cada país começasse e ir ao campo apanhar ervas, plantas e frutos para fazer coisas caseiras e naturais, o nosso ecossistema ficava gravemente prejudicado. Se a procura fosse muita ia haver a necessidade de haver viveiros e estufas para cultivar essas mesmas plantas com tendência a crescer de forma espontânea. Logo, isso ia implicar custos e gastos de energia.

Temos também o exemplo das fraldas reutilizáveis. O investimento inicial é muito grande, um pack de 10 fraldas anda à volta dos 170€, é verdade que essas mesmas fraldas podem ser utilizadas indefinidas vezes, e o que se vai gastar em fraldas descartáveis com uma criança certamente vai superar em muito este valor, logo compensa, além disso ainda se deixa de produzir lixo (uma fralda demora cerca de 500 anos para se degradar completamente). Estamos a ser ecológicos. Por outro lado, durante os anos em que a criança vai precisar de fraldas, quantas vezes é que vão precisar de ser lavadas, quanto se vai gastar em água, electricidade e energia para poder voltar a usar as fraldas? Mesmo que o detergente seja ecológico, tem sempre custos para a carteira, e a electricidade? E se for Inverno e houver a necessidade de serem secas na máquina? Por um lado estamos a ser ecológicos, mas por outro, nem por isso...

Para podermos ser verdadeiramente ecológicos, tínhamos que adoptar um estilo de vida completamente diferente do que temos. Tínhamos que plantar os nossos alimentos e plantas, viver perto de um ribeiro e ter um gerador movido a energias renováveis.

Não digo para não termos preocupações ambientais, devemos ter e fazer os possíveis para termos boas atitudes com o ambiente, mas por mais que demos voltas à cabeça, quando ajudamos num lado prejudicamos no outro. É mais útil termos pequenos hábitos, como desligar os aparelhos eléctricos no botão, reciclar e aproveitar as água e reduzir o seu consumo, do que querermos fazer grandes coisas que a uma escala muito grande não iria dar resultado.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Cebolas do campo


Que os produtos do campo nada têm a ver com os dos hipermercados já todos sabemos, o que eu não sabia é que as cebolas do campo podiam ser tão agressivas...

Aqui à dias, fizemos lá em casa umas tostas com "tudo e mais alguma coisa" em que um dos ingredientes era umas rodelas de cebola. Acontece que eu tive a sorte de trincar um pouco dessa cebola e posso dizer que vieram-me as lágrimas aos olhos de tão ácida que era. Nunca me tinha acontecido tal coisa.

Recentemente, resolvi picar uma dessas mesmas cebolas para um refogado, e, pensava eu que já estava imune à acidez, chorei que nem uma Maria Madalena, as lágrimas corriam-me literalmente pelo rosto, fungava, e chorava, chorava, até fiquei com o nariz vermelho.

Aquelas cebolas são violentas...

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Frio


Estou desejando que venha o frio a sério para ficar assim.

Prevenir

Já deve ser do conhecimento de todos, que certos bens essenciais vão passar a ter um IVA de 23% em vez de 6%. Refilar alivia a fúria mas não serve de nada, porque o mais provável é as coisas irem mesmo para a frente e o Zé Povinho que se aguente.

Já que há coisas que vamos ter que continuar a consumir, que tal se começarmos já a encher a despensa com enlatados, leite com chocolate e sumos, (entre outras coisas), é melhor não esperar para Dezembro para começar a fazer estas compras, o mais provável é toda a gente pensar o mesmo e depois está tudo esgotado.

"Em terra de cegos quem tem olho é rei." Eu cá digo, em tempo de crise quem é esperto é quem se safa! Cada vez mais é preciso esperteza e ginástica mental para gerir o nosso orçamento.

Eu hei-de conseguir, cada um que acredite em si próprio, já é meio caminho andado.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Sinais

Á medida que os anos passam (apesar de ainda serem poucos) vão nascendo pequeninos sinais no corpo, onde dantes não havia nenhum. Porquê?
Será só comigo?

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

National Geographic celebra o Outono

Maple Tree, Utah

Shenandoah Valley, Virgínia

Central Park, New York

Japanese Maple, North Carolina

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Trabalhar em casa

Não sei se é boa ideia. Associo a minha casa a um lugar de descanso e de prazer, se tivesse que trabalhar em casa, poderiam acontecer duas coisas: ou gostava mais do que fazia porque estava num espaço confortável, ou então ficava com aversão à casa por a associar a um local de trabalho. Se bem que, ter uma profissão da qual se possa trabalhar a partir de casa, significa também uma certa liberdade.
Era uma experiência interessante e curiosa, então se fosse a fazer aquilo com que tanto sonho...era fantástico. Um dia.

Um dia.

6ªFeira Fatídica


Orçamento de estado, aumento dos medicamentos, auto-estradas da SCUT, enfim. Pouco se pode dizer, a ver vamos...

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Lembram-se?


No meu tempo era o gelado mais caro do precário, custava 200$. Voltou agora numa edição limitada. Aproveitem!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Diário de um Vampiro

Não sou muito fã de séries de vampiros, mas desta gosto. Será que é por causa do excelente argumento da série ou será por causa dos dois protagonistas, Ian Somerhalder e Paul Wesley,os irmãos Salvatore? Não sei não...

Livros

Um dia.
Acredito que vai ser assim. Mas não vou ser eu a ler.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Parem de dizer mal!

Oiço constantemente as pessoas a dizerem mal do tempo que está. Nunca está bom, se faz sol está muito calor, se está frio tem que se vestir muita roupa, se chove é porque molha os pés, se está vento é porque despenteia, há sempre um problema.
Temos que perceber que todas as manifestações meteorológicas são necessárias para a Natureza, é claro que o vento em exagero provoca estragos, mas na quantidade certa é útil para espalhar as sementes e fazer a polinização. O calor pode ser muito perigoso mas sem ele nada cresce, o mesmo se passa com a chuva, sem água nada vive. Até o frio é necessário, pois há certas plantas se desenvolvem com o frio e durante o Inverno, como por exemplo as túlipas (para quem quiser este mês é altura de as plantar).

Vamos ter consideração por aquilo que a Natureza nos dá, se está a chover vamos ficar agradecidos por isso para que a chuva encha as barragens e não nos falte água no Verão. Arranjem um bom motivo para não dizerem mal do tempo, só nos faz é ficar deprimidos e nada resolve.


quinta-feira, 30 de setembro de 2010

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Desperate Housewives - Season 7


Eu já vi o primeiro episódio. Promete.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Tremoços

Lembram-se disto? Pois, quase um ano depois de terem sido plantados, houve um longo processo de preparação para tornar os tremoços comestíveis e consistia em deixá-los de molho e ir mudando a água durante vários dias. Acontece que tanta água se mudou que os malvados não gostaram e começaram a desfazer-se e a ficar farinhentos por dentro.

Escusado será dizer que foram todos para o lixo.

Pelo menos ficou a experiência, para a próxima já sei. Sim, porque vai haver uma próxima e para o ano hei-de ter tremoços bons para comer.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Retiro



Uma semaninha num sítio assim era mesmo bom...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O castigo do gato

Porta-se mal, não obedece, vira-se contra o dono, apanha porrada e ainda assopra.


Solução: Sessão de tratamento de pelo - enxaguado primeiro com água fria (dos pés à cabeça) e depois secado a secador.

Resultado final: Paz e sossego até de manhã.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Coelho de castigo

O Timóteo, o meu coelhinho de estimação tem andado de castigo, o coitado não fez nada de mal, mas está a mudar o pêlo e a menos que eu queira pêlo de coelho a esvoaçar pela casa toda acho que é melhor ficar dentro da gaiola até mudar o pêlo todo. Eu bem que o escovo e ao princípio até nem se importa, só quando começa a tentar morder a escova é que é melhor parar.

Ainda bem que o meu coelho não é assim...


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Animais de estimação

Quando os animais começam a dar problemas e prejuízo, quando as tristezas e preocupações são maiores que as alegrias, começa-se a pensar duas vezes se realmente é boa ideia ter animais.
É preciso pensar muito bem antes de os ter, informarmo-nos dos preços da comida, das camas, do veterinário e pensar que temos que passar a incluir isso tudo no orçamento familiar, pensar que vamos ter que abdicar de certas coisas para nós em função dos animais, pensar que temos de ter tempo para eles, para os tratar, para os mimar e pensar que tudo isso pode durar anos...

Agora eu percebo quando dizem: "Filhos?! Eu não preciso, eu tenho um gato/cão!" Agora eu percebo o que estas pessoas querem dizer, só que eu ainda não estou preparada para ser mãe...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Quem quer um gato?

Quando aceitei a ideia de ter um gato, tinha alguns receios, o maior deles todos era que ele fosse arranhar as coisas lá em casa. Depois de alguma pesquisa em sites de animais e outros que falam exclusivamente de gatos, fiquei com algumas ideias de como devia de tratar o animal. Cedo descobri que tudo o que tinha lido estava errado:

"Deixe o seu gato passear livremente em casa, não o proíba de entrar em nenhuma divisão, os gatos são curiosos por natureza." - Pois claro, o Matias pode ir brincar para cima da cama e arranhar os edredons, deitar-se em cima da roupa acaba de lavar, ir para trás da televisão roer os fios e ir para cima da mesa comer os restos e eu tenho que deixar porque é normal, é um gato é curioso! Era só o que faltava! Quem disse isto deve ter um gato obeso que não se mexe.

"Os gatos são asseados, só fazem as necessidades no caixote." - Pois fazem lá isso é verdade, mas ninguém nos diz que fica tudo sujo de areia à volta do caixote, principalmente se areia for nova e ele for lá para dentro só para brincar e espalhar tudo. Tirando a vez em que ao esconder as fezes debaixo da areia ficou com a pata suja e o chão ficou todo cagad... sujo!

"Os gatos são boa companhia" - Não, não são! Os gatos metem-se aos nossos pés quando estamos a andar de um lado para o outro, tropeçamos neles, correm à nossa frente, tiram os tapetes do sítio, só querem é brincar (com as unhas) e só vêm para o nosso colo quando estão fartos de estar sozinhos.

"Deixe o seu gato dormir na vossa cama, os gatos gostam de estar onde estão os donos." - Fiz isto uma única vez na primeira noite que passou lá em casa. Foi a última. Acho que não entrei em sono profundo a noite toda. Estávamos sempre com medo de nos virarmos por causa do gato, e a meio da noite lá acordava eu com os bigodes do Matias a roçarem-me na cara, porque sua Excelência não dorme uma noite inteira, vai dormindo.

"Os gatos são muito inteligentes" - Em relação a este assunto tenho sérias dúvidas. Qualquer outro animal percebe com uma certa rapidez que se fizer certas coisas têm consequências, às vezes é necessário três ou quatro vezes até o animal perceber que se fizer aquilo apanha, ou ralham com ele. O gato não, pode apanhar porrada, podemos ralhar com ele, e vai e volta a fazer o mesmo as vezes que quiser. "Os gatos são teimosos.", eu acho que são burros, porque a teimosia tem limites, e quando se ultrapassam os limites da teimosia entram-se nos limites da burrice, porque não se associam as consequências aos actos.

Não quero de forma alguma ofender quem tem gatos e os estima acima de tudo, apenas quero dar a conhecer aquilo que ninguém nos diz e que só nos aperbemos depois de os termos.

Factos verdadeiros:
"Os gatos não gostam de água" - Verdade verdadeira!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A árvore

Num dos terrenos do avô do meu marido deparei-me com uma coisa fantástica.
O terreno estava cheio de silvas, e onde nascem silvas mais nada consegue nascer, porque elas sufocam a vegetação à volta. Acontece que no meio das silvas nasceu uma árvore de abrunhos.

Imaginem uma pequena plantinha, rodeada de silvas e espinhos que tinha duas opções: morrer, ou crescer mais alto que as silvas. E foi esta decisão que a pequena árvore tomou. Acredito que deve ter sido muito difícil, cada folha que crescia era picada ou rasgada pelos espinhos, mas ela continuou, quanto mais crescia mais sentia os espinhos no tronco ainda frágil. Ao chegar à superfície ainda faltava um pequeno esforço, passar todas as folhas pela camada de picos que estavam ao de cima. Imagino as mazelas. No final a árvore cresceu mais alto que todas as silvas, ficou com um tronco forte, apesar de ainda ser uma árvore nova, e lá no topo deu frutos deliciosos.

Para mim este exemplo real, de uma coisa que aconteceu na Natureza é um exemplo para todos nós. Temos que crescer mais alto que a crise e que os problemas, para conseguir vencer, temos de tomar a decisão de nunca ficarmos sufocados. Vai doer muito, mas só assim se dá valor aos frutos.


quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Frigirífico ecológico


Já inventam de tudo para poupar o ambiente, hoje em dia tudo pode ser transformado em algo ecológico, segundo o site das Boas Notícias, foi inventado um frigorífico ecológico, que funciona durante todo o ano e é alimentado a energia solar. Resta saber quanto custará esta engenhoca.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

The 4400


Já vou para a 3ª temporada. Estou a devorar esta série. Muito boa!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

500 Pink

Já tenho um destes, mas em vermelho, faz as delícias dos olhares dos meninos pequenos, e não só. São bonitos em todas as cores, mas se eu tivesse um desta cor...

Foi uma edição limitada que saiu na Inglaterra...

Fica o sonho.