Isaac e Abel

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Third Birthday tickers

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Desperate Housewives - Season 7


Eu já vi o primeiro episódio. Promete.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Tremoços

Lembram-se disto? Pois, quase um ano depois de terem sido plantados, houve um longo processo de preparação para tornar os tremoços comestíveis e consistia em deixá-los de molho e ir mudando a água durante vários dias. Acontece que tanta água se mudou que os malvados não gostaram e começaram a desfazer-se e a ficar farinhentos por dentro.

Escusado será dizer que foram todos para o lixo.

Pelo menos ficou a experiência, para a próxima já sei. Sim, porque vai haver uma próxima e para o ano hei-de ter tremoços bons para comer.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Retiro



Uma semaninha num sítio assim era mesmo bom...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O castigo do gato

Porta-se mal, não obedece, vira-se contra o dono, apanha porrada e ainda assopra.


Solução: Sessão de tratamento de pelo - enxaguado primeiro com água fria (dos pés à cabeça) e depois secado a secador.

Resultado final: Paz e sossego até de manhã.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Coelho de castigo

O Timóteo, o meu coelhinho de estimação tem andado de castigo, o coitado não fez nada de mal, mas está a mudar o pêlo e a menos que eu queira pêlo de coelho a esvoaçar pela casa toda acho que é melhor ficar dentro da gaiola até mudar o pêlo todo. Eu bem que o escovo e ao princípio até nem se importa, só quando começa a tentar morder a escova é que é melhor parar.

Ainda bem que o meu coelho não é assim...


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Animais de estimação

Quando os animais começam a dar problemas e prejuízo, quando as tristezas e preocupações são maiores que as alegrias, começa-se a pensar duas vezes se realmente é boa ideia ter animais.
É preciso pensar muito bem antes de os ter, informarmo-nos dos preços da comida, das camas, do veterinário e pensar que temos que passar a incluir isso tudo no orçamento familiar, pensar que vamos ter que abdicar de certas coisas para nós em função dos animais, pensar que temos de ter tempo para eles, para os tratar, para os mimar e pensar que tudo isso pode durar anos...

Agora eu percebo quando dizem: "Filhos?! Eu não preciso, eu tenho um gato/cão!" Agora eu percebo o que estas pessoas querem dizer, só que eu ainda não estou preparada para ser mãe...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Quem quer um gato?

Quando aceitei a ideia de ter um gato, tinha alguns receios, o maior deles todos era que ele fosse arranhar as coisas lá em casa. Depois de alguma pesquisa em sites de animais e outros que falam exclusivamente de gatos, fiquei com algumas ideias de como devia de tratar o animal. Cedo descobri que tudo o que tinha lido estava errado:

"Deixe o seu gato passear livremente em casa, não o proíba de entrar em nenhuma divisão, os gatos são curiosos por natureza." - Pois claro, o Matias pode ir brincar para cima da cama e arranhar os edredons, deitar-se em cima da roupa acaba de lavar, ir para trás da televisão roer os fios e ir para cima da mesa comer os restos e eu tenho que deixar porque é normal, é um gato é curioso! Era só o que faltava! Quem disse isto deve ter um gato obeso que não se mexe.

"Os gatos são asseados, só fazem as necessidades no caixote." - Pois fazem lá isso é verdade, mas ninguém nos diz que fica tudo sujo de areia à volta do caixote, principalmente se areia for nova e ele for lá para dentro só para brincar e espalhar tudo. Tirando a vez em que ao esconder as fezes debaixo da areia ficou com a pata suja e o chão ficou todo cagad... sujo!

"Os gatos são boa companhia" - Não, não são! Os gatos metem-se aos nossos pés quando estamos a andar de um lado para o outro, tropeçamos neles, correm à nossa frente, tiram os tapetes do sítio, só querem é brincar (com as unhas) e só vêm para o nosso colo quando estão fartos de estar sozinhos.

"Deixe o seu gato dormir na vossa cama, os gatos gostam de estar onde estão os donos." - Fiz isto uma única vez na primeira noite que passou lá em casa. Foi a última. Acho que não entrei em sono profundo a noite toda. Estávamos sempre com medo de nos virarmos por causa do gato, e a meio da noite lá acordava eu com os bigodes do Matias a roçarem-me na cara, porque sua Excelência não dorme uma noite inteira, vai dormindo.

"Os gatos são muito inteligentes" - Em relação a este assunto tenho sérias dúvidas. Qualquer outro animal percebe com uma certa rapidez que se fizer certas coisas têm consequências, às vezes é necessário três ou quatro vezes até o animal perceber que se fizer aquilo apanha, ou ralham com ele. O gato não, pode apanhar porrada, podemos ralhar com ele, e vai e volta a fazer o mesmo as vezes que quiser. "Os gatos são teimosos.", eu acho que são burros, porque a teimosia tem limites, e quando se ultrapassam os limites da teimosia entram-se nos limites da burrice, porque não se associam as consequências aos actos.

Não quero de forma alguma ofender quem tem gatos e os estima acima de tudo, apenas quero dar a conhecer aquilo que ninguém nos diz e que só nos aperbemos depois de os termos.

Factos verdadeiros:
"Os gatos não gostam de água" - Verdade verdadeira!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A árvore

Num dos terrenos do avô do meu marido deparei-me com uma coisa fantástica.
O terreno estava cheio de silvas, e onde nascem silvas mais nada consegue nascer, porque elas sufocam a vegetação à volta. Acontece que no meio das silvas nasceu uma árvore de abrunhos.

Imaginem uma pequena plantinha, rodeada de silvas e espinhos que tinha duas opções: morrer, ou crescer mais alto que as silvas. E foi esta decisão que a pequena árvore tomou. Acredito que deve ter sido muito difícil, cada folha que crescia era picada ou rasgada pelos espinhos, mas ela continuou, quanto mais crescia mais sentia os espinhos no tronco ainda frágil. Ao chegar à superfície ainda faltava um pequeno esforço, passar todas as folhas pela camada de picos que estavam ao de cima. Imagino as mazelas. No final a árvore cresceu mais alto que todas as silvas, ficou com um tronco forte, apesar de ainda ser uma árvore nova, e lá no topo deu frutos deliciosos.

Para mim este exemplo real, de uma coisa que aconteceu na Natureza é um exemplo para todos nós. Temos que crescer mais alto que a crise e que os problemas, para conseguir vencer, temos de tomar a decisão de nunca ficarmos sufocados. Vai doer muito, mas só assim se dá valor aos frutos.


quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Frigirífico ecológico


Já inventam de tudo para poupar o ambiente, hoje em dia tudo pode ser transformado em algo ecológico, segundo o site das Boas Notícias, foi inventado um frigorífico ecológico, que funciona durante todo o ano e é alimentado a energia solar. Resta saber quanto custará esta engenhoca.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

The 4400


Já vou para a 3ª temporada. Estou a devorar esta série. Muito boa!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

500 Pink

Já tenho um destes, mas em vermelho, faz as delícias dos olhares dos meninos pequenos, e não só. São bonitos em todas as cores, mas se eu tivesse um desta cor...

Foi uma edição limitada que saiu na Inglaterra...

Fica o sonho.

Falta de civismo

Acho que é uma coisa que caracteriza o povo português, infelizmente. Em relação a outros países não sei, mas do nosso posso falar. Se por um lado há uma geração de pessoas que têm este aspecto em conta em que fazem os possíveis para respeitar os espaços públicos e manter um equilibrio na sociedade, por outro lado também temos aquela geração de pessoas que não têm o mínimo de civismo nem de respeito pelos outros. Será que não percebem eles podem vir a ser os próximos a precisar daquilo que deixam sujo, em mau estado ou usam abusivamente? Eu dou de caras com pessoas a atirar lixo para o chão sem dó nem piedade a ocupar dois lugares de estacionamento, (quando conduzem um Fiat Uno), que continuam a deitar papel higiénico nas sanitas públicas, mesmo depois de verem que estão entupidas, que colam-se ao carro da frente só para não deixar passar os outros que estão à espera ou que se fazem um espéctáculo de luz e som com a buzina e as luzes do carro quando se irritam na estrada.

Tudo isto é desnecessário, degradante e nada acrescenta de melhor a quem o faz, pelo contrário.

Não percebo, juro que não percebo.


Juntos fazemos mais.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Sintomas

Os sintomas do Síndrome Pós-Férias são bem visíveis e reais, não é algo inventado por psicólogos ou por pessoas que não querem trabalhar.

Encarar as coisas de forma positiva é a solução (não só para isto mas como para tudo o resto).


O tempo tudo sara.


quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Síndrome pós-férias

São cada vez mais as pessoas que tendem a sofrer desta situação passageira. Irritabilidade, nervosismo, falta de produtividade, desconcentração, são alguns dos sintomas que caracterizam o regresso ao trabalho, ou que começam a estar presentes uns dias antes. A melhor forma de superar esta fase é ter uma atitude positiva e encarar as coisas com optimismo. Este artigo explica em detalhe do que se trata.


quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Lonely...

...but not alone.


Por vezes acontece...

Ainda de férias

Ainda tenho mais uns dias para aproveitar antes de entrar novamente na rotina, só cá vim matar saudades...