Isaac e Abel

Lilypie Fifth Birthday tickers Lilypie Third Birthday tickers

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Dicas para Poupar II

Aqui continuam mais algumas dicas para aproveitar ao máximo o nosso orçamento.

1 - Desligue tudo.
Se já acabou de carregar o telemóvel, não deixe o carregador na tomada, desta forma a corrente continua sempre a passar e não está a ser utilizada. Desligue a televisão no botão e não só no comando, a luzinha de presença também gasta energia. Evite deixar luzes acesas das quais não precisa, mesmo que esteja a usar lâmpadas de baixo consumo, se as deixar acesas mais tempo do que se fossem das normais, corre o risco de gastar o mesmo. No caso do computador, sempre que se ausentar mas quiser deixar o computador ligado, deixe-o no modo de suspensão e desligue o monitor. A impressora também deve estar desligada sempre que não for utilizada, pois também tem uma luz de presença que gasta energia.

2 - Sacos de plástico.
Os sacos de plástico das compras servem como sacos para o lixo, ou para o caixote da reciclagem. Encha-os bem antes de os deitar fora. Desta forma evita comprar sacos do lixo.
Se for a um supermercado em que tem de pagar os sacos de plástico, lembre-se de levar alguns. Ande sempre com uns quantos dentro do carro. Se preferir pode usar umas sacolas grandes de asas para guardar as compras.

3 - Não desperdice água.
Pense sempre se está a utilizar toda a água que corre da torneira, ou do chuveiro. Feche a torneira sempre que não precisar dela aberta, no caso dos banhos feche a torneira do duche para se ensaboar. No Inverno tente tomar banhos mais rápidos.
Verifique se as torneiras de sua casa não pingam, caso alguma esteja a pingar coloque um alguidar ou um balde debaixo da pingueira e depois use essa água para algo útil, como despejar o autoclismo ou para lavar as mãos, e depois tente arranjá-la quanto antes. Para tonar as descargas do autoclismo mais pequenas coloque no depósito uma garrafa com areia e vede-a bem, desta forma o autoclismo irá encher com menos água e portanto gastar menos em cada descarga.

4 - Não se esqueça de reciclar.
Preste atenção às constantes campanhas sobre reciclagem, faça um pequeno esforço. Se poupar o ambiente não vai ser necessário gastar tantos recursos naturais, logo o preço desses mesmos recursos não vai aumentar, logo você poupa.

5 - Poupe combustível.
Não ande sempre de carro. Caminhe. Só lhe vai fazer bem a si, ao ambiente e à sua carteira, pois não vai gastar combustível. Evite ir ao café, à loja, ou a casa da sua amiga de carro. Sempre que possível escolha outro meio de transporte, como a bicicleta ou os "pezinhos". No Inverno não perca esse hábito, a não ser claro que o tempo esteja muito mau.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Dicas para poupar

Numa época que todos chamam de "crise", há que saber escolher cada vez melhor as nossas compras. Sejam bens essenciais, roupas, viagens, e tudo o resto que faz parte do nosso dia a dia. Os preços aumentam de forma desproporcional aos ordenados e as nossas necessidades são as mesmas, o que significa que com o orçamento cada vez mais apertado temos de saber dar à volta à situação para no final do ano comprar as prendinhas de Natal ou então para poder ir de Férias de verão com mais uns trocos. Portanto aqui vão algumas dicas, muitas já conhecidas, que podem ser úteis e ajudar a poupar uns eurinhos a mais no final de mês.

1- Faça um plano orçamental.
No início de cada mês, faça numa folha de papel um esquema, ou um quadro, com várias colunas. Cada coluna com o tipo que despesa que sabe que vai ter durante o mês. Por exemplo: Alimentação, Combustível, Despesas Fixas (água, luz, telefone, Internet...), Compras do mês...
Estipule também o saldo disponível para cada mês. Desta forma vai ter uma noção daquilo que anda a gastar. Guarde estas folhas de forma organizada, pelo menos até ao final do ano, assim vai poder comparar com os outros meses as suas despesas e pode saber onde pode gastar mais um pouco ou onde precisa cortar.

2 - Não pague tudo com cartão.
Prefira andar com dinheiro na carteira em vez de pagar tudo com o cartão, desta forma vai conseguir controlar muito mais aquilo que gasta. Use o cartão apenas para despesas maiores (tipo compras do mês).
3 - Não pague todas as suas contas por débito directo.
É muito mais prático e não temos de nos preocupar com os prazos, mas o objectivo é saber quanto dinheiro tem disponível para gastar, seja na carteira ou no multibanco. Se pagar todas as suas despesas por débito directo, quando for ver o seu saldo pode-se assustar, ou pode acontecer algo ainda pior, que é não ter saldo suficiente na conta para cobrir todas as despesas, porque o seu chefe se atrasou na transferência ou porque ainda não teve tempo de depositar o cheque.

4 - Evite passear por centros comerciais.
Não vá ao centro comercial só para ver as montras ou as promoções. Se não precisa de nada de lá, então é preferível não ir, porque o que pode acontecer é acabar com as mãos cheias de sacos e acaba por gastar aquilo que não devia. Se precisa mesmo de comprar alguma coisa então dirija-se logo às lojas necessárias e não aproveite para vaguear.

5 - Conheça bem os preços das coisas.
Frequente vários supermercados, compare preços e marcas. Prefiras as marcas brancas (as marcas do próprio supermercado). Se gostar de vários, pode optar cada mês por fazer compras num supermercado diferente. Quando for comprar seja o que for veja na placa onde vem indicado o preço, o custo por Kg, ou L, porque muita vez compramos a embalagem mais pequena porque pensamos que é mais em conta mas se calhar a embalagem maior compensa. Em caso de dúvida ande com uma calculadora de bolso dentro da mala e tire as suas dúvidas.
6 - Aprenda a gastar.
Saiba aquilo que pode gastar. Provavelmente cometerá alguns erros e pode-se sair mal algumas das vezes, mas o objectivo é saber o que pode gastar e em quê, não corra o risco de poupar demasiado e privar-se de tudo aquilo que quer. Vá comprando aos poucos e conferindo sempre o seu saldo para que não corra riscos.

7 - Evite deitar comida fora.
Principalmente pão. Com a escassez de cereais, o pão pode vir a tornar-se um alimento de luxo por isso faça bem as contas da quantidade de pão que precisa comprar e se mesmo assim sobrar, aproveite para fazer umas torradas para o pequeno almoço, para fazer pão ralado ou uma açorda. Com os restos de comida que sobram da refeição anterior, faça um esforço para os comer no dia seguinte, ou então junte vários "restos" e invente um novo prato. Pode também procurar na Internet receitas para aproveitar restos, de certeza que vai encontrar.

8 - Reutilize.
Se acabou não deite fora. Veja se esse frasco, ou embalagem não poderá vir a ser útil para outra coisa, principalmente frascos de vidro. Se tiver "jeitinho" até os pode decorar para os vender, ou simplesmente para enfeitar a sua cozinha enquanto os utiliza com frascos de especiarias, por exemplo. Se tiver filhos é bom mesmo que os guarde, os miúdos fazem muita vez na escola trabalhos manuais que envolvem materiais recicláveis. Guarde numa caixa tudo aquilo que poderá vir a ser utilizado. Há um ditado que diz: "Guarda o que não presta verás que te é preciso."
Informe-se sempre se existem recargas,deste modo evita deitar embalagens fora.
O mesmo se aplica para as folhas de papel. Se apenas estão utilizadas de um lado, aproveite o outro lado para imprimir rascunhos ou ainda para deixar um recado no frigorífico (ou então para fazer o seu plano orçamental).

9 - Cuidado com as compras na feira.
É muito mais barato e até é preferível comprar certas coisas lá, mas a qualidade às vezes pode ser uma desilusão. Como há a vantagem de poder mexer nas coisas à vontade, veja bem a qualidade das coisas e pense bem se vale a pena comprar. Uma opção, por vezes mais sensata, pode ser por em prática o ponto seguinte e depois ir a uma loja e comprar algo de melhor qualidade.
10 - Faça mealheiros.
Pode ser um porquinho, um frasco ou uma caixinha, eu aconselho a que seja algo em que não se veja o interior (para evitar a tentação de ir lá tirar uma moedinha para ir beber um cafézinho). Pode optar por colocar todas as semanas uma quantia determinada, ou simplesmente se não gosta de andar com muitas moedas na carteira, coloque-as no mealheiro. Quando for de férias veja quando dinheiro conseguiu poupar, de certeza que se vai surpreender. Se preferir faça o mealheiro durante um tempo determinado e no final desse tempo faça as contas e aproveite para fazer uma pequena "loucura".

Uma aula experimental de química

Aqui vai uma história já com uns anos, na altura em que tinha aulas de química. Talvez alguns não percebam a história, mas quem teve aulas de TLQ (Técnicas Laboratoriais de Química) de certeza que percebe.


Eram 41h01min e estava na hora da aula experimental de química. Os alunos saíram para dentro da sala, despiram a bata, arrumaram um banco e sentaram-se no chão. A professora mandou-os fazerem barulho e não prestarem atenção. Depois começou a recolher umas folhas que continham o protocolo experimental da aula. Esse protocolo era o seguinte:

Título: Despreparação de 100 km3 de uma solução aquática 0,10 mol dm-3 em CH3COOH

1- Efectue os cálculos desnecessários à despreparação do volume de soluto pretendido a partir do ácido desconcentrado.
2- Coloque cerca de 30 km3 de água com estilo numa vareta de precipitação.
3- Meça o volume de ácido desconcentrado previamente determinado e transfira-o rapidamente para a vareta de precipitação; desagite com a bancada de vidro; se necessário deixe aquecer até à temperatura de 0º.
4- Transfira o soluto pretendido na vareta de precipitação para a espátula volumétrica.
5- Suje a bancada de precipitação com um pouco de água com estilo e transfira a água da lavagem para a espátula volumétrica.
6- Esvazie o volume com água com estilo; peça o pedido de transferência para o funil, caso seja aceite, rotule-o indevidamente.

Os alunos efectuaram tudo da forma mais incorrecta e imperfeita possível. No final, quando já tinham começado tudo, vestiram as batas desarrumaram os bancos e o material, disseram olá à professora e entraram na sala.
E assim tinha começado mais uma aula experimental de química, bastante normal.






Alexandra Louro 12ºC Nº1
2002/06/05
Ano Lectivo 2001/02